TAXA ANUAL DE DESMATAMENTO DO CERRADO CAI DE 7,6 MIL PARA 6,4 MIL QUILÔMETROS QUADRADOS


       A taxa anual de desmatamento do Cerrado, que era 7,6 mil quilômetros quadrados entre 2008 e 2009, caiu para 6,4 mil quilômetros quadrados entre 2009 e 2010. Apesar da queda no ritmo da derrubada, o bioma é um dos mais ameaçados do país e já perdeu 48,5% da cobertura original – quase 1 milhão de quilômetros quadrados.
        O novo diagnóstico da situação do Cerrado foi divulgado nesta terça-feira (13/9) pelo Ministério do Meio Ambiente. De acordo com o levantamento, a devastação no Cerrado está concentrada nos estados do Maranhão e do Tocantins e no oeste da Bahia.
        Entre 2009 e 2010, o estado que mais desmatou o Cerrado foi o Maranhão, com 1.587 mil quilômetros quadrados a menos de vegetação nativa no período. O Piauí aparece em seguida, com 979 quilômetros quadrados de novos desmatamentos, e o Tocantins, com 970 quilômetros quadrados.
        Dos 20 municípios campeões de desmatamento do Cerrado no período, sete são maranhenses. Nos últimos dias, o bioma tem sido devastado por queimadas, comuns nesta época do ano por causa da estiagem e da baixa umidade do ar. 

FONTE: Agência Brasil