PIB DA AGROPECUÁRIA CRESCE 2º TRIMESTRE COM FORÇA DO MILHO E CAFÉ - IBGE

O Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária do Brasil cresceu no segundo trimestre após fraco desempenho nos primeiros três meses do ano, com a força de uma safra recorde de milho e também uma colheita abundante de café, mostrou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
A economia brasileira, incluindo todos os setores, cresceu 0,4 por cento no segundo trimestre deste ano quando comparada com o primeiro trimestre, com destaque positivo para a agropecuária. Segregadamente, a agropecuária cresceu 4,9 por cento no segundo trimestre em comparação com os três primeiros meses do ano, depois de encolher 5,9 por cento no primeiro trimestre ante o período anterior. Na comparação com o mesmo período de 2011, a alta foi de 1,7 por cento.
"Este resultado pode ser explicado pelo desempenho de produtos da lavoura com safra relevante no segundo trimestre e que apresentaram crescimento nas estimativas de produção anual e da produtividade", afirmou o IBGE em nota. Segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE, as safra que cresceram foram milho (27 por cento), café (4,9 por cento) e algodão (4,9 por cento).
A soja, tradicionalmente o principal produto do agronegócio, continuou afetando negativamente o desempenho do setor, após a safra brasileira ter caído mais de 10 por cento, na comparação com a temporada passada. No primeiro trimestre, a agropecuária havia sido o destaque negativo do PIB brasileiro, caindo 8,5 por cento na comparação com o mesmo período de 2011, devido à estiagem que derrubou a produção no Sul do país.
Analistas já esperavam alguma recuperação no PIB no segundo trimestre, citando entre outras safras o milho, cuja produção deverá ter um recorde acima de 70 milhões de toneladas. A colheita de milho segunda safra está na reta final. A safra de café do Brasil, maior produtor e exportador global, também está na fase final de uma colheita projetada para ser recorde.

FONTE: Reuters