ROTAÇÃO DE CULTURAS ADEQUADA É FATOR IMPORTANTE NO CONTROLE DE NEMATÓIDES NAS LAVOURAS DE SOJA


Em praticamente todas as regiões visitadas pela expedição do Projeto Soja Brasil, perto de oitenta localidades, observamos várias lavouras de soja com áreas comprometidas em função da presença de nematoides.
Os fitonematoides são parasitas obrigatórios das plantas. Não se alimentam nem se reproduzem na ausência de plantas vivas. Podem atingir populações elevadas em áreas cultivadas. A rotação de culturas tem grande influência sobre a densidade dos fitonematoides e a adequada sucessão ou rotação de culturas é um importante fator no seu controle.
A quantidade de lavouras de soja com presença de nematoides é grande e bem além da nossa expectativa se considerarmos que há um conjunto de informações, de tecnologias disponíveis, para atenuar os danos promovidos por esse parasita.
Condições de solo como compactação e pH elevado favorecem a presença e o dano por nematoides. As propostas de sucessão e rotação de culturas aliadas às informações sobre as reações de determinadas cultivares de soja quanto aos nematoides, se praticadas pelos agricultores, asseguram o desenvolvimento pleno da soja sem qualquer dano produzido por esse parasita.
Do conjunto de variedades indicadas para todas as regiões produtoras de soja no Brasil, mais de 50 % apresentam resistência ou resistência moderada às principais espécies de nematoides.

FONTE: Rural BR