BAIXA OFERTA ELEVA PREÇO DO OVO VERMELHO EM ATÉ 7%

          Segundo o CEPEA, as cotações dos ovos vermelhos têm registrado altas sucessivas ao longo de maio, impulsionadas principalmente pela oferta restrita. Em algumas regiões pesquisadas pelo Cepea, chega a faltar produto. 
            Esse cenário é reflexo do forte calor e de problemas sanitários ocorridos no início do ano, que resultaram em maior mortalidade de galinhas poedeiras, principalmente, vermelhas (mais sensíveis a essas adversidades do que as brancas).
      Na última semana, especificamente, além da menor oferta, as altas de preços estiveram atreladas à demanda relativamente firme. A maior valorização entre 16 e 23 de maio ocorreu em Belo Horizonte (MG) onde o preço do ovo vermelho colocado subiu 7,4%, a R$ 85,76/cx.

Fonte: Avicultura Industrial