MINAS GERAIS TEM 24 MUNICÍPIOS DECLARADOS LIVRES DA SIGATOKA NEGRA NA BANANA

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Rodrigo Figueiredo, assinou nesta segunda, dia 4, uma instrução normativa que reconhece oficialmente 24 municípios mineiros como área livre de Sigatoka Negra, considerada a pior praga que ataca as bananeiras, provocada pelo fungo Mycosphaerella fijiensís. A medida libera o trânsito de plantas de bananeira da área para qualquer região do país.
Com o reconhecimento, sobe para 86 o total de municípios mineiros autorizados a comercializar plantas e frutos da bananeira para qualquer local do país. As novas localidades reconhecidas são Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Carmo do Paranaíba, Carneirinho, Cascalho Rico, Centralina, Estrela do Sul, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Patos de Minas, Prata, Rio Paranaíba, Santa Vitória, Tupaciguara, Uberaba, Uberlândia e Veríssimo.
Além dos municípios de Minas Gerais, 12 estados brasileiros já foram considerados oficialmente áreas livres da praga. São eles: Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás,  Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Sergipe, além de 16 municípios do Mato Grosso do Sul.

Doença

A Sigatoka Negra é causada pelo fungo Mycosphaerella fijiensis Morelet e atinge as folhas mais novas da bananeira, causando estrias (linhas) marrons. Com o avanço da doença, as folhas têm morte prematura e os prejuízos podem chegar até 100% da plantação.


FONTE: Estadão Conteúdo