BIOFUNGICIDA PROMETE AJUDAR A COMBATER PRAGAS DO CACAU


Será lançado no próximo fim de semana, no dia 16 de junho, pela Comissão Executiva do Plano de Lavoura Cacaueira (Ceplac) o biofungicida Tricovab, uma das principais armas no combate à vassoura-de-bruxa, uma doença causada por um fungo que provoca queda de produção de cacau na Bahia.
O Tricovab é um agente natural, desenvolvido em laboratório a partir da fermentação do fungo Trichoderma stromaticum, antagônico ao Moniliophtora perniciosa, que provoca a vassoura, como lembra o chefe do Centro de Pesquisas do Cacau, Adonias de Castro.
– O fungo é colonizado em grãos de arroz. Quando em contato com a água que será utilizada para a aplicação, o fungo é ‘ativado’ e, nas plantas, se transforma no inimigo natural do Moniliophtora perniciosa, que causa a vassoura-de-bruxa.
Serão distribuídos 10.240 quilos do biofungicida para os produtores indicados pelos técnicos da Ceplac, desde que adotem o pacote tecnológico recomendado pela Comissão Executiva. O superintendente da comissão na Bahia, Juvenal Maynart, lembra que serão contempladas 640 propriedades (dois hectares por fazenda) em 30 municípios
– A Ceplac dá à sociedade uma resposta efetiva na questão da sanidade vegetal. Porém, muito mais que isso, com um produto ambientalmente correto, proporciona um ganho efetivo na relação meio ambiente/lavoura e, ainda, abre a possibilidade de aumento da renda do produtor, com a possível maior produtividade. Isso tudo vai gerar mais emprego no campo. Com esses fatores assegurados, estaremos garantindo a sustentabilidade do agronegócio cacau, em outra frente, para além das fronteiras do cacau-cabruca.


FONTE: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento