SAIBA MAIS SOBRE OS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DOS TRABALHADORES RURAIS


          A advogada Vera Lacerda participou nesta quarta, dia 5, do Estúdio Rural, e falou sobre os benefícios previdenciários dos trabalhadores do campo. Segundo ela, a maior dificuldade para ter acesso aos benefícios da previdência é reunir a documentação. A profissional ressalta a importância de ser cadastrado no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e de procurar os sindicatos rurais.
       – Indico que a pessoa se inscreva no sindicato rural da cidade. Qualquer documento é prova para o rural, também vale as provas testemunhais. As mulheres podem se valer de toda a documentação do marido e podem recorrer à aposentadoria por idade. É importante fazer o cadastro e procurar a documentação. Isso vale para todos os membros de uma família – explica.
De acordo com a especialista, o tempo de contribuição ou de idade entre os trabalhadores do campo e da cidade é diferente.
         – Para os trabalhadores rurais, são cinco anos a menos. A mulher 55 anos e o homem 60 anos. Para os que eram trabalhadores rurais e migraram para a cidade, o tempo de serviço não é perdido. As pessoas podem requerer a esse benefício. Caso não tenham documentação que comprove, isso pode ser feito através de testemunhas. Essa justificativa pode ser feita em postos da Previdência Social ou recorrendo à Justiça Federal – relata.
      Ela salienta que todo período rural trabalhado é do contribuinte a qualquer tempo, só é necessário provar.
        – O trabalhador não deve desistir. Ele deve requerer administrativamente e também na Justiça – afirma.


FONTE: Canal Rural