Curso Gratuito EaD "Prevenção do Coronavírus no meio rural"

O Portal Brasil Agrícola, em parceria com a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e Divisão de Fazendas, está ofertando gratuitamente o Curso de Capacitação "Prevenção ao coronavírus no meio rural", com carga horária de 90 horas e emissão de Certificados. Serão ofertadas três turmas. As inscrições podem ser feitas entre 22 de junho a 31 de agosto de 2020. Para realizar a sua inscrição, clique aqui. Não perca essa oportunidade, cadastre-se e compartilhe o conhecimento com seus amigos!

ADUBAÇÃO COM NITRATO DE NÍQUEL NO CAFEEIRO


 Laura Pimenta

        Pesquisa desenvolvida pelo aluno do curso de Agronomia da FAZU (Faculdades Associadas de Uberaba), Mathias Octávio Roxo Nobre Filho, com a orientação do professor Dr. André Luiz Teixeira Fernandes, verificou a possibilidade do aumento de lucratividade de até R$ 2000,00 por hectare de café irrigado, através da adubação do solo com nitrato de níquel.
        Segundo Mathias, na maioria das publicações sobre fertilidade de solos e adubação, o elemento mineral níquel aparece como metal pesado e tóxico para as plantas. Porém, por ser um elemento essencial à vida das plantas deve estar presente no solo em níveis equilibrados com a exigência nutricional dos vegetais. Este elemento ocorre naturalmente em solos derivados de rochas ultra-básicas e, eventualmente, são adicionados ao solo como resíduos de indústrias, na forma de lixo ou lodo de esgoto. “Novos estudos têm mostrado que a utilização de níquel nas plantações pode incrementar a produtividade das lavouras, diminuindo a ocorrência de doenças e melhorando a sustentabilidade da atividade agrícola. A utilização do níquel como micronutriente já é recomendada pela American Association of Plant Food Control Officials, sendo este elemento citado como "essencial" na Instrução Normativa N°. 5 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, explica o aluno de Agronomia.
        Apesar de haver evidências de que o níquel participa do metabolismo do nitrogênio, tendo papel fundamental na resistência da planta às doenças e sendo determinante no aumento da produtividade de diferentes espécies cultivadas, na cultura do café, trabalhos sobre este elemento são praticamente inexistentes. “Justamente por isso, o trabalho teve como objetivo estudar os efeitos do elemento níquel (Ni), na produção do cafeeiro irrigado, cultivado no noroeste de Minas Gerais”, explica o aluno.
       Os resultados da pesquisa serão apresentados no dia 27 de setembro, a partir das 13h50, no auditório da biblioteca “Dora Sivieri”, quando o aluno fará a defesa de seu Trabalho de Conclusão de Curso. Na oportunidade, serão passadas todas as doses corretas e as épocas de aplicação para que esse aumento de lucratividade aconteça. 

FONTE: Revista Cultivar
Matérias assinadas ou com indicacação de fontes são de responsabilidades dos autores, não expressando opiniões ou ideias do Brasil Agrícola.