NOVO SISTEMA DE PLANTIO DE CANA ACELERA PRODUTIVIDADE E REDUZ CUSTOS


O plantio de cana de açúcar tradicionalmente é feito através da colocação dos colmos em sulcos, mas também pode ser feito com mudas pré-brotadas, ou "MPB", como é chamado o sistema desenvolvido pelos pesquisadores do Instituto Agronômico (IAC). Este novo sistema acelera produtividade e reduz custos, e tem atraído produtores.
O sistema prevê a padronização das mudas e a redução de até 90% do material utilizado. Uma tonelada de mudas consegue cobrir até 300 hectares em 17 meses. O método permite que o produtor tenha acesso mais rápido a outras variedades. Nas condições ideais, enquanto as lavouras exploradas comercialmente chegam a 160 toneladas em 13 meses, as lavouras que utilizam o sistema MPB podem ter potencial de produção de 320 toneladas por hectare dentro do mesmo período.
A novidade chamou a atenção do produtor Paulo Rodrigues, dono de uma propriedade em Jabuticabal (SP). Após fazer testes em alguns experimentos, já notou diferença. No plantio convencional, é possível observar a variação de tamanhos e de espaços entre o que brotou. Já no método MPB, as mudas apresentam uniformidade e quase o mesmo tamanho da convencional que foi plantada trinta dias antes.
Como as mudas pré-brotadas são manipuladas em laboratório, o produtor tem a certeza de que o material plantado está livre de pragas e doenças. O próximo passo de Paulo é repetir o processo e aumentar de dois para 20 hectares plantados com as mudas do novo sistema.

FONTE: Canal Rural