Curso Gratuito EaD "Prevenção do Coronavírus no meio rural"

O Portal Brasil Agrícola, em parceria com a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e Divisão de Fazendas, está ofertando gratuitamente o Curso de Capacitação "Prevenção ao coronavírus no meio rural", com carga horária de 90 horas e emissão de Certificados. Serão ofertadas três turmas. As inscrições podem ser feitas entre 22 de junho a 31 de agosto de 2020. Para realizar a sua inscrição, clique aqui. Não perca essa oportunidade, cadastre-se e compartilhe o conhecimento com seus amigos!

PRODUÇÃO DE MILHO DEVE AUMENTAR ATÉ 10% NO TRIÂNGULO MINEIRO



A expectativa dos produtores de milho do Triângulo Mineiro é colher entre 5% a 10% a mais do grão na safra 2012 em relação ao ano passado, de acordo com o engenheiro agrônomo e consultor de mercado, Hercílio Almeida Netto. Esse aumento é menor que na última colheita, que foi em média de 25%, mas é considerado importante já que vem somar a este crescimento de 2011.
O sucesso na colheita é resultado do melhoramento genético do milho e, paralelamente, a valorização da monocultura. Segundo Netto, os produtores estão empolgados com essa perspectiva de crescimento, principalmente com a genética do milho que melhorou muito. "Isso, aliado à capacidade de o produtor investir mais em nutrição, resulta em um cenário produtivo muito diferente de três anos atrás”, disse.
Manejo biológico, que é a capacidade de o produtor devolver ao solo os microorganismos responsáveis pela decomposição da matéria orgânica e manejo da adubação foliar são itens de nutrição que têm ajudado no aumento da produção. “Um outro fator nutricional muito importante, mas que não era feito por causa da limitação do custo é o tratamento de sementes com enraizantes. Este processo induz a planta a produzir mais raiz e consequentemente mais minerais. Com a utilização desses recursos foi possível o aumento no ano passado e, certamente, esse crescimento vai se confirmar nessa temporada”, explicou o agrônomo.
Pelo segundo ano consecutivo o produtor rural Marcelo Silvani investiu em uma maior área para o plantio do milho. Abriu mão da soja e ocupou os 1.360 hectares de terra, no distrito de Tapuirama, apenas com o cereal. Ele espera colher 230 mil sacas, cerca de 40% a mais que na safra passada. “Com o preço melhor depois do aquecimento da economia e da valorização do produto pudemos investir mais. Agora está equilibrado e esperamos que continue assim nos próximos anos”, disse. A safra 2011/2012 deve começar a ser colhida no final deste mês.


FONTE: Globo Rural
Matérias assinadas ou com indicacação de fontes são de responsabilidades dos autores, não expressando opiniões ou ideias do Brasil Agrícola.