Curso Gratuito EaD "Prevenção do Coronavírus no meio rural"

O Portal Brasil Agrícola, em parceria com a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e Divisão de Fazendas, está ofertando gratuitamente o Curso de Capacitação "Prevenção ao coronavírus no meio rural", com carga horária de 90 horas e emissão de Certificados. Serão ofertadas três turmas. As inscrições podem ser feitas entre 22 de junho a 31 de agosto de 2020. Para realizar a sua inscrição, clique aqui. Não perca essa oportunidade, cadastre-se e compartilhe o conhecimento com seus amigos!

PESQUISA DA EMBRAPA DESCOBRE INSETICIDA NATURAL CONTRA LAGARTA DO CARTUCHO

Uma pesquisa realizada durante três anos pela Embrapa, em Teresina, concluiu que o óleo essencial extraído da planta Piper tuberculatum, conhecida como pimenta-de-macaco é um inseticida natural no controle da lagarta-do-cartucho, praga que todo ano compromete até 40% da produção de milho no Brasil, causando grandes prejuízos. Além de repelente, o óleo atua como biocida, matando a lagarta logo nas primeiras aplicações.
No estudo, concluído pelo pesquisador Paulo Henrique Soares, da Embrapa Meio-Norte, ficou comprovada também a eficiência do óleo essencial no combate a outras pragas, como a vaquinha (Cerotoma arcuatus), pulgão preto (Aphis craccivora) e o percevejo (Crinocerus sanctus), que atacam principalmente o feijão-caupi.
O óleo tem 54 substâncias químicas naturais. O desafio da pesquisa agora é identificar quais ou qual dessas substâncias têm ação direta no extermínio dos insetos. São necessárias ainda pesquisas para definir o melhor manejo da planta, como espaçamento, adubação e irrigação, para uma maior produção de óleo por unidade de área. A Piper tuberculatum é uma planta que predomina em regiões tropicais, como o Nordeste brasileiro, e em áreas onde há um bom volume e frequência regular de chuvas.
No Brasil, os agricultores já usam inseticidas naturais no combate a pragas e doenças. Os mais conhecidos e utilizados são óleos essenciais da folha de canela (Cinnamomum zeylanicum), da folha de louro (Laurus nobilis), da folha de goiaba (Psidium guajava) e de sementes de nim (Azadirachta indica). A eficácia deles foi comprovada em pesquisas realizadas na Universidade de São Paulo e na Universidade Estadual Paulista “Júlio Mesquita Filho”, há quase dez anos.


FONTE: Sou Agro – Com informações da Embrapa
Matérias assinadas ou com indicacação de fontes são de responsabilidades dos autores, não expressando opiniões ou ideias do Brasil Agrícola.